Abdominoplastia: Tire todas as suas dúvidas sobre!

Você já ouviu falar da abdominoplastia? Descubra neste artigo tudo sobre um dos procedimentos estéticos mais realizados no momento, e tire todas as suas dúvidas!

Segundo um estudo realizado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), a abdominoplastia é uma das cirurgias plásticas mais realizadas pelos brasileiros nos últimos anos, tanto por homens, quanto por mulheres, principalmente após gravidez ou perda de peso excessiva.

Mas você sabe o que de fato é a abdominoplastia, como ela é realizada, como funciona o seu pós-operatório, quanto custa e se os planos de saúde cobrem? Descubra tudo neste artigo e muito mais!

Cirurgião plastico desenhando as medidas nas barriga da paciente antes da abdominoplastia.

Para começar, você sabe o que é a abdominoplastia? Entenda

O que é a abdominoplastia?

A abdominoplastia é uma cirurgia plástica, que como o próprio nome já diz, é realizada na região abdominal, e tem por intuito remover o excesso de gordura e de pele do abdômen, ajudando a diminuir a flacidez, estrias e cicatrizes. Realizando uma correção funcional e estética na parede abdominal, reaproximando a musculatura, remodelando o contorno corporal.

O procedimento cirúrgico deve ser realizado por um cirurgião plástico, que poderá realizá-lo tanto em homens, quanto em mulheres. Geralmente é solicitada por pessoas que perderam muito peso, ou mulheres que ficaram com a barriga flácida após a gravidez.

A cirurgia plástica também pode ser associada a outros procedimentos estéticos, como a lipoaspiração e a lipoescultura. Além disso, também tem a mini-abdominoplastia, para aqueles que desejam realizar o procedimento de uma forma menor e menos invasiva. Conheça a mini-abdominoplastia logo abaixo.

O que é a mini-abdominoplastia?

A mini-abdominoplastia é uma cirurgia plástica que deve ser realizada por um cirurgião plástico, tem como objetivo retirar uma pequena quantidade de gordura localizada da parte inferior da barriga, semelhante a abdominoplastia tradicional, porém, menos invasiva e menos complexa.

Esse procedimento é indicado para pessoas magras, que possuem menos gordura localizada, ou possuem muita flacidez ou estrias. Por mulheres que já tiveram filhos a mais de 6 meses ou após 6 meses do término de amamentação, e as que têm tiveram diástase abdominal também.

O tempo de duração da cirurgia é em média 2 horas, com anestesia geral ou peridural, onde é feito um pequeno corte na barriga, sem mexer no umbigo, nem costurar os músculos abdominais, deixando poucas cicatrizes. Sendo necessária a internação de 1 a 2 dias do paciente. E um mês de repouso no pós-cirúrgico.

Como é feita a abdominoplastia?

A realização da abdominoplastia é semelhante a mini-abdominoplastia, entretanto, é mais complexa. Antes de realizar a cirurgia, é necessário que o(a) paciente cumpra todas as recomendações do pós-cirúrgico, o que inclui realizar consultas e exames médicos para avaliar se a saúde está bem, entre as coisas que devem ser evitadas.

Para iniciar, é usado a anestesia peridural, no qual, após fazer efeito, é realizado um corte entre a linhas dos pelos pubianos e o umbigo, de acordo complexidade necessária da cirurgia, sendo removido o excesso de gordura, pele, tecidos e costurado os músculos abdominais. Caso necessário, também é feito um corte ao redor do umbigo para retirada do excesso de pele na parte de cima do abdômen.

Ao final da cirurgia, os cortes são fechados com suturas, adesivos de pele ou fitas, e é colocado drenos. Devido a complexidade do procedimento, a abdominoplastia pode levar de 2 a 4 horas. Sendo necessária a internação do(a) paciente de 2 a 4 dias após a cirurgia.

Como funciona o pós-operatório da abdominoplastia?

A recuperação total pode levar em média 2 meses, mas para isso, deve-se tomar alguns cuidados no pós-operatório. São eles:

  • Evitar esforços de 15 a 30 dias após a cirurgia;
  • Não pegar em peso por 30 dias, sendo fundamental não fazer nenhum esforço abdominal;
  • Mantenha levemente curvada sua postura, sendo fundamental nos primeiros 15 dias;
  • Retirar os curativos já com 24h e tomar banho completo;
  • Em pacientes muito obesos, poderá ocorrer a eliminação de um líquido amarelo por um ou mais pontos de cicatriz, a partir do 8º dia, mas não se preocupe se isto acontecer, chamamos de “lipólise”, sendo algo normal;
  • Evite apenas os alimentos que causem acúmulo de gases;
  • Opte por alimentos com fibras, regularizando a função intestinal;
  • Use cinta modeladora pós-cirúrgica por 30 dias, retirando-a apenas para o banho;
  • Realizar sessões de drenagem linfática após o 4º dia de cirurgia;
  • Evite o uso de bebidas alcóolicas e cigarros durante o período de recuperação.

É comum surgirem hematomas nas primeiras 48 horas após o procedimento, mas eles vão sumindo com o passar do tempo. E para evitar o acúmulo de líquido no abdômen, é utilizado drenos.

E se após todas essas informações está se perguntando: “Quanto custa uma abdominoplastia?” Confira a resposta logo abaixo.

Quanto custa uma abdominoplastia?

Na abdominoplastia, preço é composto por diversos fatores, internos e externos, como em qual hospital será realizado a cirurgia, por qual médico, quantos dias de internação serão necessários, qual a anestesia será aplicada, quem será o anestesista, entre diversos outros fatores.

O valor da abdominoplastia pode custar em média de R$ 5 mil a R$ 10 mil. Entretanto, esse valor pode variar de acordo com a equipe médica que irá realizar o procedimento, a estrutura do local, e a avaliação do seu médico.

Veja algumas recomendações médicas que são feitas pelos especialistas.

Quais são as recomendações dos especialistas?

Assim como a maioria das cirurgias plásticas, a idade mínima para a realização da abdominoplastia é de 18 anos.

Caso a mulher engravide após o procedimento, estará mais sujeita a estrias. Sendo recomendado que não engorde mais de 12kg durante a gravidez.

É importante ressaltar também que, assim como a lipoaspiração e lipoescultura, a abdominoplastia não deve ser considerada como um método de emagrecimento.

Agora veja quais são as contraindicações para este procedimento pelos especialistas.

Quais são as contraindicações dos especialistas?

A cirurgia não é indicada para mulheres que desejam engravidar, devido aos músculos serem costurados durante o procedimento, podendo vir a romper. Nesses casos, o aconselhável é que seja feita a mini-abdominoplastia.

A cirurgia também não é indicada para pacientes que já tenham realizado alguma cirurgia na região abdominal anteriormente. Bem como aqueles que possuem doença do colágeno, doenças cardíacas, diabetes, hipertensão e fumantes.

Os planos de saúde cobrem a abdominoplastia?

De acordo com o ROL da ANS (Agência Nacional de Saúde), os planos de saúde não são obrigados a cobrir procedimentos estéticos, a não ser aqueles que tenham funções reparadoras. Portanto, por se tratar de uma cirurgia plástica, a abdominoplastia não se enquadra dentro da cobertura dos planos de saúde.

Entretanto, apesar dos planos de saúde não possuírem esse tipo de cobertura, eles podem cobrir consultas e exames médicos que são sempre solicitados, principalmente no pré-operatório.

E agora que você já tirou todas as suas dúvidas sobre a abdominoplastia, que tal cuidar da sua saúde? Faça uma cotação conosco, e encontre o melhor plano de saúde para você :)

Banner gif